sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Oslo - parte 2

Depois que voltamos de Tromsø para Oslo optamos por usar os nossos 3 dias restantes para aproveitar a estação de esqui. Em oslo a estação de esqui é acessível de metrô, ficando a mais ou menos uma hora de viagem do centro. É comum ver as pessoas nas ruas carregando seus esquis e pranchas de snowboard. O cross-country, que falei no post sobre Tomsø é realmente um favorito por lá.

Na estação de esqui tinha esse café/padaria com pães orgânicos fresquinhos e deliciosos!
Apesar de já termos feito snowboard 2 vezes antes, decidimos pegar uma aula para relembrar o básico, já que fazia um bom tempo que não subiamos numa prancha. Tinha nevado no dia anterior na estação e a neve estava super fofa, uma delícia para descer! Ficamos brincando na pista dos aprendizes (leia-se criancinhas de 5 anos, no máximo! rs..) e foi muito divertido! Depois descemos numa outa pista, considerada fácil, mas que pra mim foi um pouco assustadora por causa da névoa bizarra que deixava a visibilidade péssima!

Eu e meu "gorrocete", um gorro com absorção de impacto que acho até que me ajudou! rs...

No segundo dia demos um descanso para as pernas e só andamos pela cidade, aproveitamos para visitar o museu do Edvard Munch e relaxar um pouco, numa cidade completamente diferente da que vimos na semana anterior já que estava praticamente toda descongelada, com exceção de alguns parques que ainda estavam com algum gelo!



No último dia deixamos nossas malas prontinhas e partimos para a estação de esqui, para mais um snowboardzinho. Apesar do dia estar mais aberto a neve já tinha derretido um pouco e estavabem mais escorregadia e triçoeira. Continuamos no morrinho dos aprendizes, afinal de contas somos MUITO aprendizes mesmo! Aí resolvemos descer na outra pista que haviamos descido da outra vez, última descida, para ir pra casa tomar um banho e ir pro aeroporto... Foi nessa que numa manobra desajeitada fui fazer uma curva e PLOFT, caí com força, em cima do punho esquerdo. Na hora nem senti nada, sentei, tirei a prança e aí tava lá o punho tortinho. Pedi ajuda, fui resgatada por um snowmobile (aquelas  motinhos que andam na neve) e da estação fui direto pro hospital. Raio-x, anestesia, bota no lugar, engessa... e paga a conta do hospital! AH!! Faltando pouquíssimo pra pegar o avião, de braço quebrado, com mala, uma correria pra chegar no aeroporto.

No aeroporto, levando um souvenir e tanto da Noruega!

No fim deu tudo certo, não guardo mágoas de Oslo e nem do snowboard (rs...) ! Aos 45 do segundo tempo esta viagem ganhou mais um motivo pra ser inesquecível! Mas nem precisava! :)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário